#TRENDALERT: FOOD HALL, a invasão do momento.

O que leva investir em uma área enorme para a criação de um espaço gastronômico?

Várias cidades no mundo estão sendo invadidas pelo fenômeno dos "Food Halls". Isto é, espaços gastronômicos com estações de alimentos prontos, empórios e opções de comida pré preparadas para serem consumidas em casa. Um verdadeiro shopping da alimentação.


A bola da vez é a cidade de Miami, na Florida. Um verdadeiro "boom" de food halls invadiu a capital da Florida.



Somando aos já existentes, como Casa Tua Cucina ( http://casatuacucina.com/ ) , La Centrale Miami ( https://lacentralemiami.com/ ) , St. Rochs Market ( https://miami.strochmarket.com/ ) , Jackson Hall ( https://jacksonhallmiami.com/ ), 1-800 - Lucky ( https://www.1800lucky.com/ ) , acaba de ser inaugurado o primeiro ponto do TimeOut Market nos EUA, em Miami Beach, na 1601 Drexel Ave, nas proximidades da super turística Lincoln Road. A construção impressiona pelo tamanho.





O Time Out de Lisboa (foto acima), é uma opção gastronômica não só turística, vive lotado também pelos lisboetas.


A questão é: Qual é a mágica para sobrevivência das estações gastronômicas, não só dentro do próprio espaço, como na imensidão dos outros empreendimentos? Qual deve ser o diferencial?


19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo